#AVS

5 perguntas aos candidatos

No âmbito do acompanhamento que a Associação VitóriaSempre tem feito das eleições do Vitória Sport Clube fizemos 5 perguntas aos candidatos. Seguem as perguntas e as respostas.

“SIM Vitória” de Alex Costa

O que o motiva a concorrer?
O amor pelo Vitória, que não restem dúvidas. Para além disso, sair à rua todos os dias, falar com os vitorianos e perceber o desalento e o sentimento de impotência para alterarem o quadro atual. Acredito e acreditamos que é possível fazer melhor e que continuamos, vezes sem conta, a procurar soluções diferentes, percorrendo os mesmos caminhos. Desportivamente, temos a perfeita noção de que estamos longe da dimensão da nossa base social e que este não é o Vitória que queremos. Um Vitória que parece estar a perder alguma da sua identidade e que urge recuperar. Financeiramente, estamos numa situação emergente, creio que ninguém o poderá negar. Este tem de ser o momento para inverter este caminho. Não podemos continuar a alimentar uma total ausência de projeto desportivo e financeiro como o que ficou patente nos últimos anos, com constantes alterações de rumo, hipotecando o futuro e aquilo que desejamos para o Vitória. Como compreendem, e por várias razões, esta não foi uma decisão fácil, mas senti que neste momento tinha de dizer SIM ao Vitória, tinha de me mostrar disponível aos associados, tinha de tentar alterar o rumo atual. E faço-o, como já tive oportunidade de o dizer, com sentido de missão, com a mesma motivação, o mesmo orgulho, a mesma vontade e o mesmo desprendimento com que sempre servi o Vitória.


O que é “SIM Vitória” ?
Sabem que muitas vezes não é fácil dizer SIM, dizer presente em momentos muito complicados. Para tomarmos esta decisão, toda a gente tem de estar muito consciente dos desafios que teremos pela frente e, essencialmente, motivada para fazer diferente.
Acho que o slogan também incorpora um pouco este sentimento pessoal de ter dito que sim em vários momentos do Vitória, de dever tanto ao Vitória por me ter feito crescer, por me ter ensinado tanto, por ter sido uma escola de vida, e sentir que hoje também devo dizer sim, perante o atual momento. Mas o SIM Vitória é também o SIM a uma campanha pela positiva. O SIM à nossa tradição e ao respeito pela nossa identidade, mas também o SIM ao futuro que queremos construir em conjunto. E SIM, nós podemos e SIM, nós queremos ajudar a transformar o Vitória.


Qual o principal foco da vossa candidatura?
O principal foco será devolver o orgulho aos vitorianos, devolver o sentimento de pertença. Por mais que me custe dizer isto, não queremos ganhar apenas nas bancadas, queremos ganhar também no relvado. Mas atenção, não esperem que esta lista tenha uma varinha de condão que, de repente, faça desaparecer os problemas, nomeadamente os financeiros. Agora, aquilo a que nos comprometemos é à verdade, ao trabalho, à transparência e à proximidade com a massa associativa. Temos consciência do momento do Vitória, das dificuldades que estamos a atravessar, mas também nos apresentamos com coragem, e com uma equipa experiente, capaz e com provas dadas, disposta a contribuir para agarrar nos problemas e transformá-los em oportunidades, mas sem vendermos ilusões. Connosco, o Vitória terá sempre um rumo bem traçado e alicerçado com aquilo que é a vontade da nossa massa associativa.

Recentemente os acionistas aprovaram em AG da SAD um “Plano Estratégico e
Financeiro”, é algo que vão considerar ou têm visões diferentes?

Nestes 3 anos de presidência da atual direção vimos o Vitória a definhar em termos desportivos, organizacionais e financeiros. Arrisco-me a dizer que o Vitória vive o momento mais difícil da sua história em termos financeiros que, se não forem resolvidos de uma forma estrutural, levarão a progressivo definhamento desportivo. Este plano surge precisamente porque esta Direção reconheceu os enormes erros cometidos. É um bom sinal percebermos todos de que importa retificar trajetória, mudar de vida e gerir de forma diferente. O plano apresentado pela administração da SAD a nosso ver não responde de forma transversal a todos os problemas do Vitória. É castrador de uma visão de longo prazo, está viciado de pressupostos irrealistas e baseia-se num imenso plano de intenções que dificilmente se concretização. O problema financeiro da SAD apresenta várias naturezas e diz-nos a experiência que para vários tipos de problemas, teremos de ter várias medidas e soluções distintas. Temos as nossas ideias, estamos muito empenhados em apresentar aos sócios um plano de reestruturação financeira que contempla um cocktail de várias medidas que nos confortem em termos financeiros e permitirão ao Vitória não abdicar da sua ambição desportiva no médio e longo prazo.
Infelizmente não temos neste momento a noção clara da verdadeira situação da SAD.
Existe evidente opacidade e clara tentativa de ocultar operações de financiamento e contratos realizados no Vitória que podem condicionar a tomada de decisão. Temos de ser verdadeiros e dizer aos sócios que o caminho será difícil, mas a nossa vontade de vencer, fazer diferente e melhor é enorme!


Que mensagem gostava de passar aos Vitorianos antes de começar a campanha
eleitoral?

Os vitorianos já me conhecem. O Alex com quem se cruzam todos os dias na rua, que conheceram desde as camadas jovens, é hoje o mesmo Alex que aqui está hoje, nos seus valores e na sua paixão pelo Vitória. Por isso, o que espero desta campanha é, acima de tudo, o respeito entre todos aqueles que tiveram coragem de se apresentarem.
Discussão de ideias, projetos, caminhos, é isto que os associados estão à espera.
Ataques pessoais ou desrespeito pelos diferentes protagonistas das três listas concorrentes, é aquilo que não podemos tolerar. Não se pode apregoar a união do Vitória e depois não sermos nós os primeiros a darmos passos para que ela seja possível, a partir do dia 5 de março. Do SIM Vitória é isto que poderão esperar, e isso é ponto assente na nossa candidatura. E desde já, faço um apelo a todos os que apoiam esta lista, que tenham bem presente esta mensagem ao longo deste processo. Os inimigos e os adversários estão do lado de fora, e não dentro de portas. Saibamos discutir o Vitória, mas façamos com que no final deste período eleitoral o Clube saia mais forte e não mais fraturado. Os sócios decidirão, e todos nós assumiremos as nossas responsabilidades, quaisquer que sejam, a partir do ato eleitoral.

“Um Vitória de Todos” de Miguel Pinto Lisboa

Qual a motivação para um novo mandato?
A motivação é o Vitória. Todos os Vitorianos querem que o seu clube cresça, que vença mais vezes e que seja mais sustentável. Nós acreditamos que o sucesso é estrutural e não conjuntural, o que implicava e implica mudanças de fundo, mas também uma enorme persistência e uma estabilidade que o Vitória não tem conseguido ter. Entendemos que o nosso projeto não se cumpre em dois anos e meio e por isso temos o dever de nos apresentarmos aos associados e de lhes explicarmos de onde vimos, para onde vamos e como vamos consegui-lo.

O que é “Um Vitória de Todos”?
Na lógica da tal estabilidade e continuidade, o nosso lema recupera e reformula a máxima com que nos apresentamos no verão de 2019. O Vitória é um clube plural e é isso muito positivo. A paixão com que se vive o Vitória não nos pode cegar, isso é o oposto daquilo que o Vitória deve ser: um clube com diferentes visões, mas construtivo. A unanimidade é impossível no Vitória, e ainda bem, mas temos de aspirar à unidade e é isso que esta lista pretende.

Qual o principal foco da vossa candidatura?
A vida de um clube tem momentos próprios. Este é o momento em que se analisa e explica, com a máxima abertura e autocrítica, aquilo que foram os últimos dois anos e meio. Mas queremos, acima de tudo, olhar para o futuro. Acreditamos no Vitória e na força do Vitória, acreditamos que o Vitória está a criar condições para se afirmar, consistentemente e não de forma ocasional, como uma grande força desportiva em Portugal. É nosso dever conseguir transmitir essa visão aos Vitorianos e esse é o grande foco da candidatura.

Recentemente os acionistas aprovaram em AG da SAD um “Plano Estratégico e Financeiro”, é o projeto da vossa lista?
Não seríamos coerentes se operássemos uma grande revisão daquilo que foi definido no Plano Estratégico e Financeiro, mas o Vitória não se esgota nesse plano. O Plano traça metas muito objetivas para a evolução desportiva, organizativa e financeira do Vitória e define métricas de avaliação concretas e que permitem, ao longo do tempo, verificar e validar o cumprimento dos objetivos. Consideramos que é um documento importante para o Vitória, mas o nosso programa não se resume ao Plano.

Que mensagem gostava de passar aos Vitorianos antes de começar a campanha eleitoral?
Os Vitorianos têm o direito de exigir àqueles que pretendem representá-los, elevação, responsabilidade e, acima de tudo, respeito pela história centenária deste clube. Os Vitorianos têm o direito de ser esclarecidos e não confundidos. Desejamos sinceramente que esta campanha contribua para engrandecer o Vitória. Procuramos, sempre, orientar o nosso trabalho em prol do grande projeto, que é o Vitória. Toda a sua grandeza enquanto clube centenário será respeitada por nós.

“Mais Vitória” de António Miguel Cardoso

O que o motiva a concorrer novamente?
Em 2019, quando pela primeira vez assumi uma candidatura a presidente do meu Vitória, tinha bem presente a necessidade de mudar o rumo que o clube seguia. Fizemos um trabalho sério, apresentamos as nossas ideias que não sendo as mais sufragadas deixaram bem patente o que nos distinguia dos demais. Lutamos pela blindagem dos estatutos que ninguém ligava e que hoje é uma realidade. Falamos do que era importante para o clube mas que no entanto podiam não ser os mais mediáticos. Agora tinha a responsabilidade de dar continuidade a esse projeto, agregando ainda mais gente que ao longo destes anos foram-me manifestando apoio e incentivo a uma nova recandidatura. Quero projetar o clube, não quero projeção com o clube até porque não faz parte do meu feitio.

O que é “Mais Vitória”?
Mais Vitória é o nosso ADN desde sempre. Não só da nossa candidatura, mas do clube. O “Mais” é o que queremos. Queremos sempre mais. Seja Mais Rigor, seja Mais Vitórias. Seja Mais adeptos, seja mais Atletas. Seja Mais Alma, seja Mais respeito. Queremos que o clube e os seus adeptos desejem sempre Mais. Sejam ambiciosos, que é o que nos ajuda a percorrer caminhos por vezes difíceis e a superarmo-nos.

Qual o principal foco da vossa candidatura?
Queremos recolocar o Vitória no lugar que merece. Quer seja na tabela classificativa dos campeonatos em que estamos envolvidos, seja no futebol seja nas diversas modalidades onde o nosso clube se encontra representado, quer seja no respeito institucional das entidades que regem o futebol. Queremos voltar a ter um clube financeiramente equilibrado e que permita construir o futuro, e não o que se passa hoje que é um clube financeiramente desgastado e que não permite pensar o futuro com um planeamento atempado e realista. Andamos aos soluços. Não é assim que queremos.

Recentemente os acionistas aprovaram em AG da SAD um “Plano Estratégico e Financeiro”,
é algo que vão considerar ou têm visões diferentes?

Relativamente ao “Plano Estratégico e Financeiro” aprovado na última AG da SAD, parece-nos que as premissas em que o mesmo assenta, são demasiado otimistas, e desfasadas da realidade e história do Vitória SC nas ultimas décadas. A nossa visão assenta na aplicação de uma gestão rigorosa e cumpridora das linhas traçadas, com uma previsão de receitas mais realistas, e com uma série de objetivos devidamente planeados para o término do mandato, ao invés do ziguezaguear constante que temos assistido.

Que mensagem gostava de passar aos Vitorianos antes de começar a campanha eleitoral?
Além do mais queremos uma campanha eleitoral com elevado sentido de responsabilidade, com enorme respeito por todos. Em 2019 já o fizemos e agora não vai ser diferente. Vamos discutir o clube, vamos analisar projetos, vamos discutir ideias. Acreditem que aquilo que nos move é apenas ajudar o Vitória. Pensar o futuro, criar condições para deixarmos às gerações vindouras um clube saudável e que receba de braços abertos todos os vitorianos. Queremos Mais Vitória.

PARTILHAR

Facebook
WhatsApp

Eleições 2022 no Fórum AVS

Debate as eleições do Vitória Sport Clube no fórum da Ass.VitóriaSempre.

Comentários

Listas

LISTA A

António Miguel Cardoso

LISTA C

Miguel Pinto Lisboa